Governo envia bombeiros e instala posto de comando para combater incêndio em Patu


(Foto: Ivanízio Ramos/Publicação)

Governo do Estado montou uma força-tarefa para combater o incêndio florestal que atinge uma área de densa vegetação no município de Patu, no Oeste potiguar. Trinta bombeiros militares foram enviados para combater as chamas e o foco do combate será o isolamento da Serra do Lima para evitar que fogo atinja o Santuário que fica no local e que é ponto de turismo religioso no estado.

A governadora Fátima Bezerra reuniu todas as forças de Segurança Pública e o prefeito da cidade, Rivelino Câmara, na tarde desta terça-feira (17) e confirmou apoio ao município.

Um posto de comando será montado naquela cidade, liderado pelo comandante geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Monteiro Júnior, com o apoio da Defesa Civil e da Polícia Militar. O objetivo é acompanhar de perto e definir as melhores estratégias para conter as chamas.

Na reunião foi formalizada uma parceria entre o Governo e município de Patu para preservar o Santuário do Lima que é patrimônio do Rio Grande do Norte.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte - Emparn, apesar de ter chovido bem na região de Patu, nesta época do ano o período é seco, com umidade relativa baixa, em média 30%, e também com ventos mais fortes, o que favorece a ocorrência de queimadas.

O Corpo de Bombeiros atua com utilização de pick ups, pois a região de serra dificulta a chegada de veículos de grande porte. A operação de combate ao fogo conta também com o auxílio de outros os órgãos públicos de segurança estadual e municipal, como Defesa Civil e da Polícia Militar.

Participaram da reunião o vice-governador, Antenor Roberto, Cel. Monteiro Júnior (Comandante Geral do Corpo de Bombeiros), Cel. Francisco Canindé de Araújo (Segurança Pública), Cel. Alarico Azevedo (Comandante Geral da Polícia Militar) e o Ten. Cel. Carvalho (Defesa Civil).

Acompanhe o Blog da Chris pelo Instagram.

Deputados debatem saúde pública no município de Mossoró

O caso de um paciente em estado grave de saúde, no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, foi relatado pelo deputado Allyson Bezerra (SDD), que pediu providências ao Governo do Estado, durante seu pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (17).

Segundo o deputado o paciente sofreu um acidente há uma semana, quebrou o fêmur e seu nome não foi incluído na Regulação, para ter direito a esperar pela cirurgia. 

Em aparte, a deputada Isolda Dantas (PT), elencou as ações que estão em andamento, no município, por parte do Governo do Estado para o setor de saúde.

Allyson fez um apelo para que o governo estadual priorize a saúde pública.

O parlamentar também criticou a prefeitura por não fazer os investimentos necessários nas unidades de saúde: “Que a prefeita busque aplicar os recursos, Mossoró é uma cidade rica, com muito dinheiro, mas infelizmente não tem aplicado esses recursos na saúde”, disse.

Allyson fez um pedido para que a governadora possa conhecer ´in loco´ a situação, visita que pretende acompanhar. Também afirmou que o hospital regional está sem material e sem condições de recebe pacientes.

Avanços


(Foto: Eduardo Maia/Publicação) 

Durante o horário das lideranças, a deputada Isolda Dantas (PT) também se pronunciou sobre a situação do Hospital Tarcísio Maia e destacou seu respeito pelos profissionais da unidade de saúde, que segundo ela, se dedicam ao bom funcionamento do hospital. A deputada destacou que os corredores não mais estão superlotados, mas que é preciso um esforço para que essa situação se mantenha.

Não devemos menosprezar a situação dos corredores do Tarcísio Maia. Quem já visitou a unidade presenciou os corredores lotados e as macas do Samu presas por não se ter onde colocar os pacientes devido à falta de leitos. O problema não está resolvido, mas os corredores estão vazios”, disse Isolda.

A parlamentar ressaltou ainda que telefonou para a direção do hospital para entender o motivo pelo qual o paciente – citado pelo deputado Allyson – não estava regulado e a justificativa foi que a regulação só acontece quando o paciente for transferido para outra unidade ou outra cidade. No caso, ele seria atendido lá mesmo.

Para encerrar, a parlamentar disse que os problemas de superlotação se dão pela falta de saúde básica, uma vez que faltam insumos e medicamentos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Acompanhe o Blog da Chris pelo Instagram.

Incoerência: vereadores governistas mantêm vetos de suas próprias emendas

Do Blog do Saulo Vale

A Câmara Municipal de Mossoró manteve nesta terça-feira (17) os vetos da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) às emendas da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020.

A força da bancada do governo garantiu esse placar favorável ao Palácio da Resistência.

Os parlamentares governistas votaram, à unanimidade, para manutenção dos vetos de suas próprias emendas, que já haviam sido apresentadas por eles mesmos e aprovadas no plenário. Eles afirmavam que reconheciam a inconstitucionalidade - argumento utilizado pelo governo para vetar tudo.

A oposição se absteve de votar os vetos como forma de protesto, uma vez que os governistas já haviam garantido, em junho deste ano, a derrubada de todas as emendas dos oposicionistas. Não sobrou uma.

O vereador João Gentil (Rede), que não é oposição nem governo, foi o único a votar pela derrubada dos vetos da prefeita.

Acompanhe o Blog da Chris pelo Instagram.



Últimas Postagens

17/Setembro/2019

Servidores municipais...

FALE COM A CHRIS

Telefone

84 99972 3344 (WhatsApp)

E-mail

contato@blogdachris.com

Localização

Mossoró, Rio Grande do Norte